sábado, 15 de janeiro de 2011

* Jesus ensinou a reencarnação? SIM. E ainda disse: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”

Jesus ensinou a reencarnação? SIM. E ainda disse: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”.


Amigos,
Tomemos como referência o evangelho de Mateus, capítulo 11, versículos 1 a 15.(
(Evangelho de Mateus, 11:1-15. João Batista envia dois discípulos seus a Jesus. Bíblia Sagrada traduzida por João Ferreira de Almeida. 4ª impressão. 2ª edição. Editora Geográfica. São Paulo. 2000.)

Jesus Cristo ao ensinar à humanidade a lei da reencarnação, afirma que João Batista era o profeta Elias reencarnado. Só que Jesus usou a seguinte frase: “... é este o Elias que havia de vir ...”
Jesus nos ensinando e demonstrando a lei da reencarnação poderia ter usado a frase: “João Batista é o profeta Elias reencarnado”, ou “o profeta Elias está reencarnado com o nome João Batista”, mas preferiu usar a frase: “E, se quereis dar crédito, é este o Elias que havia de vir. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”.
O fato existe: a reencarnação. Esse fato é consequência de uma Lei Divina.
Porém o modo de explicá-lo é que varia. Naquela época Jesus não poderia usar a palavra reencarnação porque ela ainda não existia. Lembre-se que a palavra reencarnação foi criada por Allan Kardec, o codificador da doutrina espírita, somente por volta do ano 1850, depois de Cristo.
Mas atenção! Ao demonstrar a existência da lei da reencarnação o Mestre faz ao mesmo tempo uma diferenciação e uma advertência: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça” (Mateus, 11:15). O que equivale dizer que temos a necessidade de nos esforçarmos o quanto for necessário para compreender as leis de Deus.
Jesus também deixa claro para a humanidade que Ele tinha plena consciência que nem todos compreenderiam com facilidade os seus ensinamentos.
Em outras palavras, Jesus nos ensina que sem o devido esforço pessoal para a compreensão das leis divinas, elas continuarão sendo aplicadas sobre cada um de nós, sem que as percebamos e nem possamos usufruí-las plenamente.
Ter ouvidos de ouvir significa que ao tomar conhecimento de um fato, principalmente os que constam na bíblia, o homem deve se empenhar para ver não somente o que está escrito sobre aquilo, mas também raciocinar, refletir, meditar, enfim, se esforçar para perceber os outros ensinamentos sobre o mesmo fato, que não foram porque não puderam ser escritos naquela época.
Em outras palavras, enxergar tanto o que está escrito como o que não está escrito sobre o mesmo fato.
Ter ouvidos de ouvir significa também que ao tomar conhecimento de uma lei divina ensinada por Jesus, o homem deve se empenhar para compreender não somente o que Jesus disse sobre o fato, mas se esforçar para visualizar os outros ensinamentos que não poderiam ser ditos, naquele tempo, pelo Mestre, mas que tem relação direta com o fato.
Perceber tanto o que foi dito como o que não foi dito sobre o mesmo fato. É isso mesmo!
O interessante é que nós somos muito maduros, audazes, espertos, estudiosos, interessados, investigadores, questionadores, com as coisas do nosso trabalho, nossa profissão, nossas ciências acadêmicas, nossos amigos, nossa família, mas quando o assunto são as Leis de Deus ensinadas por Jesus somos ainda bastante imaturos para fazer análises amadurecidas e compreendê-las.
Ninguém deve desprezar os ensinamentos do Mestre Jesus, ou imaginar que eles não tenham importância em nossas vidas. Eles podem fazer muita diferença em nossas vidas, sim! E como podem!


Abração a todos.
Marcelo Badaró Duarte

6 comentários:

  1. Pura enganação, nada conclusivo nessa explicação. Jesus não ensinou reencarnação em momento algum e sim salvação através de seu sacrifício na cruz, salvação através dele e reencarnação não combinam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. REENCARNAÇÃO: NASCER DE NOVO É NECESSÁRIO

      Jesus quando ensinou o principio natural dos renascimentos da ALMA no plano material em gerações sucessivas no tempo e espaço dos séculos da evolução terrestre, isto é, a reencarnação como uma lei da natureza para se alcançar o estado superior de purificação consciencial para ingressar no Reino de Deus - o mais elevado nível de consciência celestial, utilizou termos universais como era conhecido no meio da cultura grega: palingênese - palin = novo; gênese = nascimento através da gerações.

      O grego foi o idioma que o apóstolo João empregou para escrever o Evangelho que cita essa passagem de Jesus com Nicodemus.

      O Termo Água: principio básico e vital no qual está estruturada toda vida animal no planeta Terra

      Afirma a gênese bíblica: “A terra era sem forma e vazia... Mas, o espirito de Deus se movia sobre a face das Águas” (Gen 1. 2)

      Cientifica a Ciência: a vida na Terra começou no seio dos oceanos, que é formado de moléculas de água.

      ESPÍRITO E ÁGUA é o princípio vital de toda origem natural da existência humana

      Nascer da água e do espírito significava, assim, na época de Jesus renascer biológica e fisicamente da matéria e do espirito.


      Segundo o Novo Dicionário Aurélio da língua portuguesa

      Alma (do latin anima) = princípio espiritual imortal do homem concebido e separável do corpo material.

      Espírito (do latin spiritu) = a parte imaterial do ser humano; alma.

      VOZ Q CLAMA
      http://vozqclamabr.blogspot.com.br/2013/10/reencarnacao-existe-sim-na-biblia.html

      Excluir
    2. Primeiramente deixo claro que venho com respeito e minha intenção não é tripudiar sobre a fé alheia, mas no que se refere ao tema reencarnação e Jesus Cristo, não consigo achar nos evangelhos nada que conclua que o mestre Cristo houvesse mencionado a reencarnação.
      O nascer de novo no meu ponto de vista é um renascimento de consciência, uma nova forma de pensar e encarar a vida e a ideia do pós morte.Tb nao acredito na ideia de que não estavam preparados para ouvir a suposta verdade, uma vez que a verdade que cristo pregou bateu de frente com a verdade que os Judeus esperavam ouvir.A parabola do semeador deixa isso bem claro.
      Cristo pregou uma verdade espiritual, de amor e submissão, mas os hebreus e os mestres da lei esperavam um Messias nos moldes de Davi, que resolveria e ergueria Israel pela espada, e tecnicamente não estavam preparados pra ouvir esta verdade, mas ela foi dita.
      A teoria da reencarnação coloca o sacrificio de Jesus a um patamar abaixo do fracasso.Se Jesus não derramou seu santo sangue pra salvar todo aquele que nele crê, morreu porque era um tolo? Segundo Alan Kardec e sua reencarnação sim...

      Excluir
    3. Querido,

      Se Jesus retirou os pecados do mundo, porque o mundo está nesse lixo atualmente? SE os que estavam lá tiveram seus pecados perdoados, porque o mundo atual está um lixo? Ah, é porque eles pecaram de novo, porque outros novos espíritos nasceram, etc, etc e etc........E você realmente acredita que Jesus não sabia disso? Você acredita que ele morreu na cruz para limpar os nossos pecados sabendo que o ser humano faria tudo errado de novo? Me desculpe, mas aí sim confirmo o que você disse acima: Jeus foi um tolo!!!!!

      Excluir
  2. Em especial atenção Ademir Lima

    A reencarnação JAMAIS invalida o sacrifício de Jesus na cruz. Pelo contrário, a reencarnação é exatamente o Poder da Graça de Deus em abundancia ilimitada alcançando vários planos mentais das existências sucessivas tanto na Terra, quanto no Além espiritual.
    E o que fazer com a Alma que não conseguiu em sua existência material a sua salvação celeste?
    Deus deixa essa Alma para sempre no caos do inferno? Ou, lhe concede uma nova oportunidade através de algum sistema educativo?

    Inferno para sempre só existe na cabeça de religiosos extremistas que utilizam a religião como meio profissional. Que cobram tributos para lerem passagens bíblicas aos fieis. Na cabeça desses religiosos existe sim inferno para sempre, porque esses religiosos usam os chavões da intolerância penal para amedrontar os fieis e conservá-los sob o círculo dos seus extremismos dogmáticos.
    Pelo fato da doutrina dos Espíritos pregar o desprendimento material, os seus líderes não têm que fazer comercialização da boa nova de Jesus. E sim vivenciar os ensinamentos e anunciá-los DE GRAÇA. Pois de graça recebestes, de graça dai (). E isso incomoda os religiosos que usam artifícios intolerantes como meio de desenvolvimento profissional....
    Jamais esses líderes abrem a mente dos fieis lhes mostrando passagens evangélicas de caridade, perdão incondicional, amor infinito, solidariedade, trabalho educativo.

    Porque o Filho do homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las” (Lucas 9:55-56).

    Há mais alegria dos Anjos no Céu pelo arrependimento de um só pecador, do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimentos (Lucas 15. 7 – 10)
    Por isso foi que Jesus em espírito desceu aos submundos espirituais (Efésios 4. 8 – 10). E pregou a boa nova de amor, paz, e perdão aos espíritos em prisão, os quais em outros tempos foram rebeldes à bondade divina (I Pedro 3. 18 -20)
    Porque por isto foi pregado o Evangelho também aos mortos para que, na verdade, fossem julgados segundo os homens na carne, mas vivessem para Deus em espírito – I Pedro 4. 6

    Se a alma vive uma vez na Terra, através de um corpo material, com certeza ela pode reviver outras vezes quantas forem necessárias para a sua salvação celeste. Se o homem sabe reciclar as suas coisas.... Deus é muito mais competente em sua criação infinita. A Providencia Divina não é deficiente em suas bênçãos e misericórdias.
    Para Deus todas as coisas são possíveis.


    ResponderExcluir
  3. Jesus além de acreditar ele tb citou sua rencarnaçao em Mateus e se, reportar para Reis, concluira que ele foi a reencarnaçao de Jeroboao. Por isso a redençao dos pecados na cruz!

    ResponderExcluir